Eca-Bag

Quanto vale uma bolsa Louis Vuitton?

por Luty Vasconcelos - 15 de fevereiro de 2010
As bolsas Vuitton inspiradas em saco de lixo e criadas por Marc JacobsAo que tudo indica, uma nova ‘it bag‘ acaba de desembarcar nas lojas da Louis Vuitton. Diferente das tradicionais bolsas de couro, estampadas com o monograma mais famoso do mundo da moda, desta vez a coleção de verão da grife queridinha LV passeia por outros universos, dentre eles o esportivo, o hippie e chega até ao ousado aspecto de ‘saco de lixo‘.

Tudo ideia de Marc Jacobs, o designer responsável pelas coleções da marca. Coube a ele trazer cores e formatos inesperados para o que até então era um engessado produto de tradição. Da arte de rua das grandes metrópoles à cultura pop, o estilista soube acompanhar a transformação de costumes e criar uma sazonalidade à grife. Os constantes lançamentos também possibilitam que a marca mais copiada do mundo não tenha todos os seus modelos copiados e revendidos por ¼ do preço de uma vez só. Dando mais trabalho para a pirataria e aumentando a possibilidade de vendas das originais.

Não se sabe se é uma piada com toda a efemeridade do mercado da moda, mas o modelo “Raindrop Besace”, inspirado em sacos de lixo, vem gerando polêmica. A bolsa feita de plástico tem uma alça de couro e uma fita de tecido laranja, além de ostentar a desejável logomarca da grife. Custa o “módico” preço de US$ 1.960. Ora, se o material não é nobre e nem é utilizado o clássico processo artesanal de fabricação da marca, por que ela custa tão caro? Talvez a resposta esteja na própria marca.

Marc Jacobs deu um ar contemporâneo à Vuitton que possibilitou que ela atingisse outro nicho e caísse nas graças de um público ainda maior que os fashionistas clássicos de plantão: os fascinados pela contemporaneidade e pelas possibilidades de novos designs que agregam valor estético ao produto. O que também explica o fato da it-bag não ter aparecido nas passarelas, pois o processo dos desfiles de moda é para um grupo seleto de pessoas que tem muito mais a ver com as tradicionais bolsas de couro da grife.

Afinal, o que vale mais: a sofisticação e a qualidade do acessório ou o logotipo e a assinatura de Jacobs? Talvez a ideia do estilista tenha sido justamente questionar estes preceitos. Será que você compraria uma bolsa com aspecto de saco de lixo por esse preço, só pela força da grife? E se um dia ela caísse nas graças da pirataria, por ser de plástico, quanto será que custaria um modelo pirata de um luxuoso saco de lixo?
Últimos comentários

Nenhum comentário para exibir, seja o primeiro a escrever um!

Faça o seu comentário

Top 5 as mais clicadas

Vídeo

Publicidade
Colherada no Twitter
Ressaltamos que nenhum estabelecimento foi incluido neste guia por ter feito publicidade em qualquer publicação nossa e que nenhum tipo de pagamento influenciou as resenhas. As opiniôes publicadas neste site são dos escritores do Colherada Cultural e são totalmente independentes