tendência

Da original Hermès ao modelo chinês, a "Birkin" é a bolsa mais cobiçada de todas

por Luty Vasconcelos - 1 de julho de 2010
A charmosa e bem-humorada Eco BirkinSe existe uma bolsa “sonho de consumo”, ela é a Birkin. O modelo mais cobiçado da grife Hermès é feito sob encomenda, com direito a lista de espera de até três anos, custando a "bagatela" de US$ 9 mil pelos modelos mais simples, variando até US$ 148 mil. O acessório entrou para a listinha de "must-have" das ricas e famosas. Mas os chineses tiveram uma ideia simples para amenizar o desejo das fãs da "It bag".

LEIA MAIS: Bolsas bem-humoradas fazem alusão a acessórios de grife como Chanel e Hermés

 A ecobag em lona com a imagem de uma “Birkin” impressa surgiu na internet e já está prometendo o mesmo frisson, agora entre os fashionistas, que a original -- guardadas as devidas proporções. A blogueira Tina, do Bag Snob, viu a peça rara no look de uma amiga via Facebook. A amiga diz ter encontrado o objeto em uma lojinha perdida na cidade de Taipei pelo valor de US$ 45. Barato demais para levar, literalmente, na sacola uma farta porção de desejo com um toque de bom humor. Mas como toda “Birkin” que se preze, o modelo tem suas limitações de confecção, os motivos que as colocam no topo das “it bags”.

O que faz da original uma joia é o fato de ser feita à mão com apenas um corte de couro, que não pode conter nenhuma imperfeição. Encontrar o couro ideal requer uma pesquisa que pode levar anos. De pele de bezerro, couro natural ou de avestruz, é internamente forrada com couro da exata cor da parte exterior. Trabalho que pode levar até 25 horas para ficar pronto.

A versão hype chinesa é feita em uma máquina que tem a capacidade de imprimir apenas seis por dia, e assim os chineses de Taipei já estão com uma fila de espera de três meses em encomendas. E para fazer da sacola um objeto de desejo não há exemplares à venda na internet. Combinação que agrega o valor exato, e proporcional, da “Birkin”, não?

Para quem tentou melhorar a situação das fãs mortais, os chineses só conseguiram piorar tudo. Agora existe uma dupla vontade por duas coisas difíceis de conseguir.

UMA GAROTA E SUA BOLSA


Jane Birkin inspirou muitos criadores de moda nos anos 60Sabe aquela música francesa superfamosa e sexy, "Je T’aime Moi Non Plus"? É a voz de Jane naqueles sussurros "Je T’aime". Ela não foi princesa nem mulher de presidente. Ao contrário, ela era a garota sem protocolo, ousada, linda e esposa de um músico doidão dos anos 60, Serge Gainsbourg.

Em 1984, Jane Birkin estava num voo entre Paris e Londres, quando os papéis de sua bolsa caíram no chão. Coincidentemente, quem sentava ao seu lado era Jean-Louis Dumas, então diretor executivo da Hermès. Ao presenciar o incidente, prometeu criar uma bolsa grande o suficiente para carregar tanta coisa e bonita o bastante para representar a grife. E foi assim, a partir das especificações de funcionalidade de Jane, que sonhava com uma Kelly maior e menos estruturada, que nasceu a Birkin. Mais larga, com alças duplas e o mesmo sistema de fecho da irmã mais velha, o modelo se tornou um dos maiores tesouros da maison.

Gostou? Siga o Colherada no Twitter!
Últimos comentários
  • Ubgz39MPtt - 17/02/2013 às 16:03:39

    The Practical Ways To Settle on Nfl Nhl jerseys

Faça o seu comentário

Top 5 as mais clicadas

Vídeo

Publicidade
Colherada no Twitter
Ressaltamos que nenhum estabelecimento foi incluido neste guia por ter feito publicidade em qualquer publicação nossa e que nenhum tipo de pagamento influenciou as resenhas. As opiniôes publicadas neste site são dos escritores do Colherada Cultural e são totalmente independentes