cross-country

Conheça Henry Wolfe, filho de Meryl Streep que fará shows em São Paulo

por Estela Cotes - 17 de abril de 2012

Quando o play libera “Used to Be”, a primeira faixa de “Linda Vista” de Henry Wolfe, a imagem que vem à cabeça são aquelas estradas sem fim, paisagem típica da Califórnia como aparece no filme “Thelma e Louise”. O cantor e compositor, filho de Meryl Streep com o escultor Dom Gummer, recria o ambiente cross-country californiano neste CD lançado o ano passado.

+ Ziggy Stardust, disco icônico de David Bowie, completa 40 anos e ganha lançamento especial

Nesta terça (17) e domingo (22) ele estará em São Paulo para dois shows, um no Bourbon Street e o outro no Estúdio Emme. “Linda Vista” foi inspirado nos discos “Ram”, de Paul McCartney e “Nilsson Sings Newman”, de Harry Nilsson. A influência do ex-Beatle fica mais evidente na primeira faixa do disco, “Open the Door”, com rock mais folk.

Em “The Third Act”, Wolfe volta com uma dose de pessimismo cômico, como no álbum de Nilsson. Com algumas gaitas ali e aqui, ainda nota-se um toque de Bob Dylan no estilo do cantor.

A reverberação de cada uma destas influências é tão nítida ao longo de “Linda Vista” que talvez este seja seu ponto fraco. Apesar de se apresentar como compositor sólido, com senso de humor e imaginação nas letras, Henry Wolfe não imprimi uma personalidade própria e o álbum soa como cover de seus herois.

Para entrar no clima, veja o clip de "Used to Be":








Serviço
Bourbon Street Music Club
Rua dos Chanés 127, Moema. Tel.: (11) 5095-6100. Terça (17), às 22 h
R$50

Estúdio Emme
Avenida Pedroso de Morais, 200, Pinheiros. Tel: (11) 3031-3290. Domingo (22), às 19h30
R$ 50


Curtiu? Siga o Colherada no Twitter!

Curta a página do Colherada no Facebook!


Últimos comentários

Nenhum comentário para exibir, seja o primeiro a escrever um!

Faça o seu comentário

Top 5 as mais clicadas

Vídeo

Publicidade
Colherada no Twitter
Ressaltamos que nenhum estabelecimento foi incluido neste guia por ter feito publicidade em qualquer publicação nossa e que nenhum tipo de pagamento influenciou as resenhas. As opiniôes publicadas neste site são dos escritores do Colherada Cultural e são totalmente independentes