páreo duro

"Luck", série com Dustin Hoffman, estreia na HBO

por Thais Kuzman - 3 de fevereiro de 2012
Luck, com Dustin Hoffman, estreia na HBO brasileira
A HBO precisou de apenas um episódio e três milhões de espectadores para apostar de vez na série “Luck”, protagonizada por Dustin Hoffman. O programa estreou seu piloto no último páreo de 2011, ano de estreias mornas e decepcionantes, tornou-se uma barbada entre as promessas para 2012 e teve a segunda temporada confirmada com a rapidez que um cavalo atravessa a linha de chegada. Agora, o capítulo inicial chega à TV paga brasileira às 21h deste domingo (5) – e com muito mais jargões do mundo dos jóqueis do que esse parágrafo.

+ "As Brasileiras", série da Globo, convoca Xuxa e Fernanda Montenegro para atrair o público

No início da trama, Ace Bernstein (Dustin Hoffman), uma lenda do submundo dos hipódromos, deixa a cadeia depois de três anos e decide se vingar daqueles que julga responsáveis por sua prisão. Para isso, ele arquiteta um grande golpe e, como está impedido de fazer apostas nos cavalos por conta das regras da liberdade condicional, usa o motorista e fiel comparsa Gus (Denis Farina) como laranja em suas transações.

Farina em cena com Dustin HoffmanEssa sinopse, divulgada ainda no primeiro semestre do ano passado, é o que norteia o público durante o piloto e só: a direção de Michael Mann (“Miami Vice”) e o roteiro de David Milch (“Deadwood”) não fazem o menor esforço para dar pistas do que está por vir ou para apresentar os personagens que surgem apressadamente na tela. A escolha, que casa com o estilo da HBO – “Boardwalk Empire” é um exemplo de seriado a se desenrolar sem escancarar suas motivações –, aumenta a expectativa do que está por vir e ao mesmo tempo causa uma certa confusão.

Os pontos de interrogação brotam ainda mais na cabeça de quem assiste ao episódio por conta do vocabulário próprio dos hipódromos usado o tempo inteiro. É uma boa jogada deixar claro para o espectador que ele é um estrangeiro olhando pelo buraco da fechadura daquele universo, mas a profusão de palavras desconhecidas também pode desinteressar os menos persistentes.

Enquanto os diálogos não esclarecem muito, as cores fortes, as cenas ensolaradas e as sequências superbem trabalhadas das corridas impressionam desde o primeiro momento. E, apesar de aparecer menos do que os fãs gostariam, Dustin Hoffman apresenta uma atuação poderosa o suficiente para garantir o interesse pela continuidade de “Luck”.

Gostou? Siga o Colherada no Twitter!

Curta a página do Colherada no Facebook!


Últimos comentários
  • Lana - 31/08/2012 às 14:23:45

    Luck

    Eu adoro cavalos e quando fiquei sabendo que Luck envolveria o complexo mundo das corridas de cavalos fiquei muito empolgada. Estou adorando, também com esse elenco fantástico só poderia ser ótima.

Faça o seu comentário

Top 5 as mais clicadas

Vídeo

Publicidade
Colherada no Twitter
Ressaltamos que nenhum estabelecimento foi incluido neste guia por ter feito publicidade em qualquer publicação nossa e que nenhum tipo de pagamento influenciou as resenhas. As opiniôes publicadas neste site são dos escritores do Colherada Cultural e são totalmente independentes